Fechar Assine ja

Revista

DICA CULTURAL

As deliciosas pornochanchadas

O hoje consagrado cinema nacional, que lota diversas salas no Brasil, deu alguns de seus passos mais importantes em fins da década de 60, época de mulheres gostosas, tramas eróticas e produções polêmicas...

por Vicente Montanha

Não é de hoje que os filmes produzidos em terras tupiniquins fazem sucesso. Nossa cultura cinematográfica é vasta, responsável por verdadeiras pérolas do cinema mundial.

Claro que é impossível fazer uma comparação entre as produções hollywoodianas e as nacionais, afinal, as primeiras contam com muito mais recursos e são amplamente divulgadas no mundo inteiro - mas nossos filmes sempre tiveram qualidade.

UM POUCO DE HISTÓRIA
A memória nunca foi uma de nossas melhores virtudes, mas a história do cinema brasileiro sempre foi muito bem conservada. Nas décadas de 1940 e 50, por exemplo, o Brasil vivia a era da chanchada no cinema. Graças à Companhia Cinematográfica Vera Cruz, nossos antepassados deram muitas risadas com esse gênero cinematográfico, consagrado nas obras de Mazzaropi.

Essa maneira de fazer cinema era baseada em uma comédia ingênua, com leves toques do pastelão. Inspirado nos filmes de Jerry Lewis e do Gordo e o Magro, o gênero foi o grande precursor dos filmes nacionais e da geração cinematográfica que viria a seguir.

Com a ditadura militar, a censura no Brasil tornou-se um fardo horrível para a maior parte das obras culturais. No governo de Arthur da Costa e Silva, no dia 15 de março de 1967, conhecemos o Ato Institucional n° 5, responsável por revogar os direitos da Constituição e dar mais poderes aos militares.

Com o AI-5 em vigor, a censura passou a coibir qualquer forma de manifestação cultural de cunho ideológico-político. Foi, então, que alguns brasileiros encontraram uma forma de driblar toda essa censura: a pornochanchada!

Você já ouviu falar dela aqui no Sexsites.com.br, em um artigo que comparou o cinema pornô com celebridades e essa fase das produções nacionais. Agora, chegou a hora de conhecer as pornochanchadas mais... Profundamente...

O CINEMA DA BOCA DO LIXO
Com o toque de comédia característico da chanchada acrescido do tom picante da malandragem, do adultério e principalmente das belas curvas das mulheres brasileiras, os produtores e diretores cinematográficos voltaram a lotar as salas de cinema.

As picantes cenas de nudez, os diálogos cheios de malícia e assuntos que, na época, não eram abordados com facilidade, como a homossexualidade e a vivência de travestis, não eram perseguidos pelos generais da censura: eles já tinham muito trabalho para acabar com uma outra geração cinematográfica, o Cinema Novo, cujo expoente foi o diretor Glauber Rocha, responsável por filmes como Deus e o Diabo na Terra do Sol.

Por ser produzida por cineastas que frequentavam as ruas e os becos do centro de São Paulo durante as décadas de 60 e 70, além de ter como temática principal o submundo urbano, os excluídos e os renegados da sociedade, a pornochanchada ganhou o apelido de “cinema da Boca do Lixo”.

O gênero atingiu o ápice durante os anos 70 e entrou em decadência na década seguinte, quando as produções nacionais passaram a contar com o apoio de grandes empresas e passaram a exibir um orçamento bem maior que os de antigamente.

Por incrível que pareça, era justamente a falta de dinheiro uma das principais características das pornochanchadas. A fotografia das obras era ruim, os negativos, riscados, as falas dos atores, péssimas - mas elas agradavam o público. Certa vez, o ator e diretor Carlos Reichenbach afirmou: “na impossibilidade de fazer o melhor, devemos fazer o pior”.

Com a falta de investimento típico das grandes produções, era preciso fazer algo que rompesse as barreiras do bom e o ruim. Diversos foram os diretores, atores e atrizes que embarcaram nessa aventura, tornando a produção de pornochanchadas uma verdadeira série. Atuando primeiramente em filmes que tinham um o título mais provocativo que o outro, muitas deles se tornaram pessoas de sucesso e talentos reconhecidos nos anos seguintes.

AS MUSAS
A pornochanchada criou muitas deusas. Sem dúvida, Vera Fischer deve figurar entre elas, já que participou de produções como A Superfêmea, Anjo Loiro, Esta Gostosa Brincadeira a Dois, além de Amor, Estranho Amor, no qual contracenou com a futura rainha dos baixinhos, Xuxa. Depois de tanto sucesso, a loira migrou para a televisão.

Outra musa foi a paulista Matilde Mastrangi. Atriz de mais de 30 filmes, a gata mostrou toda a sua beleza nas lentes de diversos diretores, conquistando uma legião de fãs - que nunca mais esquecerão suas curvas.

Pudemos conferir também a beleza e o talento de Nicole Puzzi e Helena Ramos. A primeira ficou famosa por suas aparições em novelas de diversas emissoras, mas também começou na pornochanchada.

Já Helena foi a atriz que contracenou em mais filmes do gênero: são mais de 50 produções, todas elas com títulos sugestivos, como Diário de uma Prostituta, Roberta, a Gueixa do Sexo, A Ilha das Cangaceiras Virgens, Coquetel do Sexo, Dezenove Mulheres e um Homem, etc.

Muitos senhores respeitáveis de hoje em dia começaram a conhecer o sexo por meio desse tipo de cinema e sonharam com todas as musas da Boca de Lixo. Afinal, a pornochanchada foi um dos mais importantes movimentos culturais de massa do nosso País.

O MELHOR DA PORNOCHANCHADA
Uma lista dos melhores filmes do gênero, em nossa humilde opinião:

- Giselle (1983)
- Amor, Estranho Amor (1982)
- Os Sete Gatinhos (1980)
- A Dama do Lotação (1978)
- Pensionato de Mulheres (1974)
- O Bem-Dotado - O Homem de Itu (1978)
- Violência na Carne (1981)
- Inquietações de Uma Mulher Casada (1979)
- Convite ao Prazer (1980)
- Amor Voraz (1982)
- Reformatório das Depravadas (1985)
- Bonitinha, Mas Ordinária (1981)
- Engraçadinha (1981)
- Vagas para Moças de Fino Trato (1992)


Legendas das fotos
1- Cena de Os Depravados (1978)
2- Cena de Amadas e Violentadas (1975)
3- Helena Ramos, musa do gênero
4- Helena Ramos e Nuno Leal Maia em Mulher Objeto (1980)
5- Adriana Prieto em Ainda Agarro Essa Vizinha (1972)


Créditos das imagens: Reprodução/Divulgação
Publicado em 16/03/2011.

BUSCA RÁPIDA

Buscar Site:

Buscar Garota:

Buscar Categoria:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Julia Paes | Vivi Fernandez | Rita Cadillac | Fernandinha Fernandez | Yumi Saito | Gretchen | Bruna Ferraz | Monica Mattos | Marcia Imperator

Mapa do site

Contato

Copyright © 2014 - Sexsites - Termos legais.É proibida a reprodução do conteúdo deste website em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Sexsites. Requisitos minímos