ARTIGO

O bunga-bunga chega ao pornô!

Finalmente, o polêmico Silvio Berlusconi chega ao mundo do sexo explícito: um dos políticos mais fanfarrões de todos os tempos, capaz de gafes como, por exemplo, chamar o presidente Obama de "bronzeadinho"...

por Valter José

Além disso, o primeiro-ministro italiano tornou-se famoso por suas peripécias sexuais, como as surubas com várias garotas - algumas brasileiras menores de idade.

Até há pouco, a comunidade pornô ainda não havia dado atenção a ele, com exceção do sempre espevitado Rocco Siffredi, que se apressou em defender Berlusconi, quem sabe reconhecendo nele um semelhante...

No entanto, os anti-Berlusconi e os anti-Siffredi  juntaram as mãos quando Siffredi adicionou uma pérola ao seu arsenal, em um comercial em que defendia os animais: “Eu seduzo e abandono, [mas] nunca o meu cachorro”.

BUNGA-BUNGA
Os opositores de Berlusconi e a imprensa em geral caracterizaram com a expressão bunga-bunga as peripécias sexuais do primeiro-ministro. A palavra é usada para se referir às festas sexuais promovidas por Berlusconi, adquirindo os significados de orgia da qual participa um líder poderoso, um "harém dançante", ou ainda uma modalidade de sexo grupal na qual duas meninas transam entre elas enquanto o homem olha - e depois pega uma.

A expressão também acabou adquirindo conotação política e religiosa, sendo usada igualmente por feministas, por membros da esquerda e pelos políticos de oposição, além de servir como escada para humoristas e apresentadores de programas de auditório.

Na esteira desse sucesso, estreou este ano, na Itália, a superprodução Bunga Bunga 3D, um filme com o orçamento recorde de 150.000€, em 3D, como diz o título, filmado em Budapeste. O diretor italiano D’Salvo dirigiu, roteirizou e produziu o filme com meios próprios, a fim de contar a história das meninas convidadas para as noites de “bunga-bunga” do primeiro-ministro Berlusconi.

SEXO COM CRÍTICA
A intenção não é levantar a bola do mandatário italiano. Ao contrário, o filme mostra toda a rede de prostituição envolvida nas noitadas. As garotas aparecem como escravas sexuais em seis cenas de sexo.

O elenco feminino é de primeira linha. Regina Moon, Melissa Ria, Valerie Folass, Laura Giotto. Na linha de frente, Nadia Macrì, envolvida nos escândalos sexuais do primeiro-ministro - e tudo em cenas com atmosfera noturna e onírica.

Bunga Bunga tem sexo anal, duplas penetrações e muito sexo grupal em imagens de enorme teor estético. D'Salvo nunca foi um especialista em sexo explícito. Por isso, pediu ajuda a Max Bellocchio (o Alessandro del Mar da Private).

O resultado foi um filme pornô luxuoso, acima da média, lançado em versões hard e soft, para cinema e tevê a cabo. O interessante é que, do fanfarrão Berlusconi, só há mesmo a expressão bunga-bunga, já que se trata de uma crítica indireta aos desmandos universais dos políticos e seus sonhos de grandeza, só que, dessa vez, sob o ponto de vista do sexo, além de dar diversão erótica de qualidade ao público. Um bem-vindo sexo com reflexão!


Imagens: Divulgação | Publicado em 25/08/2011.