NOTÍCIAS

Dicas para melhorar o rendimento na cama

 

Não é sempre que o homem está pronto para pular na cama, desejando sexo o tempo todo. Estresse, cansaço físico, desgaste emocional, monotonia e doenças podem interferir na queda de libido e no rendimento sexual. O cotidiano conspira contra o sexo, pois não é fácil conciliar família, amigos, trabalho e interesses pessoais. O passar do tempo  e o envelhecimento inevitável do corpo a situação fica ainda mais complicada, por isso separamos alguns alimentos e hábitos que podem ajudar e/ou melhorar a performance sexual.

 

Reprodu&ccedi;ão

01) Uma má alimentação pode gerar uma baixa produção de alguns neurotransmissores relacionados ao bem-estar e prazer. Alguns alimentos, como as ostras, podem melhorar sua vida sexual. Elas são fontes de zinco, mineral necessário para a masturbação, o esperma e fertilização.

 

Reprodu&ccedi;ão

02) Para melhorar a vida sexual o autoconhecimento e a masturbação estão sempre em foco. A masturbação deve ser encarada como uma forma alternativa de exprimir a própria sexualidade. Ela é usada, pelos terapeutas sexuais, como técnicas de tratamento para disfunções. Essa é uma ótima forma de despertar o corpo para a sexualidade e conhecer os toques e movimentos que proporcionam mais prazer.

Reprodu&ccedi;ão

03) Evite bebida em excesso, o àlcool favorece o relaxamento, prejudicando a circulação e, em consequência, a ereção. Pode bloquear a resposta sexual e prejudicar o efeito de medicamentos para ereção também. Ou seja, alcoolismo destrói as respostas nervosas e vasculares, do que depende o desempenho sexual.

 

Reprodu&ccedi;ão

04) Atividade física promove uma resposta melhor a tudo que fazemos. A prática de atividades físicas pode estas relacionada a um aumento da produção de testosterona, hormônio responsável pelo desejo sexual, além de melhoras o rendimento na cama. Os homens mais ativos indicam também uma contagem mais alta de espermatozoide e ereções mais vigorosas.

Reprodu&ccedi;ão

05) Alimentos afrodisíacos, como pimenta, ginseng e canela, melhoram a circulação, afetando positivamente a ereção. O amendoim e ovo de codorna também são bons. O primeiro é fonte de vitamina B3, que colabora para a vasodilatação sanguínea, melhorando a circulação na região do órgão sexual masculino. Já o segundo, contém vitamina E, que participa da produção de hormônios sexuais, estando relacionado ao aumento da libido e do apetite sexual.

Reprodu&ccedi;ão

06) Pare de fumar! Segundo um estudo da Universidade do Texas, em Austin, EUA, homens que pararam de fumar conseguem ficar excitados cinco vezes mais rápido do que aqueles que não abandonaram o vício.  O cigarro afeta a microcirculação arterial e venoso dos corpos cavernosos do pênis e a bomba cardiovascular, que prejudica a chegada do sangue no órgão sexual.

Reprodu&ccedi;ão

07) As preliminares desencadeiam a resposta sexual, a química do sexo se inicia e a excitação vai aumentando, por isso não se deve pular as preliminares. Esse momento para entrar no clima é necessário não apenas para as mulheres, mas também para que o corpo masculino possa experimentar diferentes sensações, levando a uma relação mais prazerosa.

Reprodução

08) A idade também influencia os homônios masculinos levando os homens à andropausa, após os 50 anos. Para melhorar a sexualidade depois dos 50, é preciso cuidar do estado geral de saúde, conhecer seu corpo e se adaptar às mudançar fisiológicas e mantes uma prática sexual continua e equilibrada durante a vida.

Reprodução

09) Recorra a medicamentos só em casos de necessidade, o uso indevido desse tipo de ‘droga’ sem prescrição e acompanhamento médico oferece riscos sérios à saúde.

 

Reprodução

10) Invista nas ervas medicinais, pois elas podem dar uma forcinha no desempenho sexual.

 

 


Publicado em 03/10/2012. Imagens: Reprodução. Fonte: vidaeestilo.terra.com.br