PERFIL

Eliska Cross: beleza multifacetada

A francesa Eliska Cross desmente a ideia de que as atrizes pornôs são "bonecas sensuais" feitas para o prazer dos viciados em sexo. Ela, na verdade, tem uma história de vida bem original, opiniões próprias e ainda é capaz de fazer experiências com sua aparência e na vida privada.

por Valter José

 

Eliska vive uma trajetória curiosa no pornô. No início, adotava o estilo punk – antes de raspar completamente a cabeça. Também era radical: não aceitava fazer cenas sem preservativo. Não estava nem aí para o mercado.

Resultado: poucos convites, poucas cenas e pouco dinheiro. Essa época valeu apenas pelas cenas esquisitas que ela fez, em que os parceiros ejaculavam em sua cabeça semirraspada.

Parte da culpa por sua marginalização era da Swipp, uma microprodutora de pornô alternativo que a convencia a se colocar fora do sistema, pagando a Eliska cerca de 200€ (mais ou menos R$ 600) por mês, por duas cenas.

O lado positivo é que essa experiência deu à francesa a possibilidade de conhecer o mercado e as pessoas envolvidas no pornô, sem contar o tempo que teve para refletir e reforçar suas convicções.

Eliska Cross

NASCIMENTO E CRESCIMENTO

Depois de um período afastada de tudo, Eliska Cross adicionou ao estilo “suicide girl” (www.suicidegirls.com) mais algumas características.

Seu retorno aconteceu em setembro de 2008, quando começou a atuar para o grande diretor francês John B. Root (www.explicite-art.com), sem se importar mais em fazer o que ela mesma chama de “sexo ginecológico” – e mantendo ainda a cabeça raspada, mas usando perucas que lhe dão novos layouts e estilos.

O resultado foi uma Eliska meio camaleônica, tanto que ela também gosta de ser chamada de “Eliskaméléon” (“Eliskacamaleoa”) – mas não para por aí. Eliska Cross é também glamourosa, provocadora, fetichista, masoquista, rainha do anal e da dupla penetração.

A todas essas facetas, ela soma a de ótima esposa: Eliska é casada com Clément, o cara que dividiu com ela os momentos mais difíceis e mais duros. O casal posa para fotos, grava filmes e participa de orgias familiares, quando ela convida outras meninas para se juntar a eles...

Eliska Cross

Imagens

Capa: Reprodução (www.21sextury.com)

Reportagem: Reprodução (dpfanatics.com/ expliciteart.com) | Publicado em 20/10/2011.