ARTIGO

Unha, pra que te quero?

Compridas e bem tratadas, as unhas podem dar um toque a mais de feminilidade naquela gata estonteante – e enlouquecer um sem-número de homens por aí

Não há como negar que o fetichismo está entre os assuntos mais estudados pela psicologia. São centenas de fetiches possíveis, alguns bizarros e outros que passam despercebidos aos olhos, muitas vezes hipócritas, das outras pessoas.

A maior parte não recebe particular atenção dos profissionais que lidam com a mente humana, pois são inofensivos, não atrapalham ninguém. O problema é quando o fetiche atinge uma importância tal na vida da pessoa, que ela não consegue mais se relacionar com a outra como um todo, é incapaz de sentir prazer sem o objeto de desejo e passa a sofrer por causa disso.

Ruim, não? Muito. Alguns homens até brocham se o fetiche não for realizado. Entretanto, quando em níveis moderados, ser fetichista só traz prazer. E, a bem da verdade, todo mundo é um pouco, certo?

Um exemplo de fetiche que, em vez de brochar, pode deixar o dito-cujo duro como pedra é o das unhas. Unhas?! Isso mesmo. Ter tesão por unhas femininas, bem cuidadas e geralmente longas pode não ser muito comum, mas é mais freqüente do que se imagina. Lembro-me bem do pai de um amigo, por exemplo, que nos confidenciou que sentia o maior tesão quando uma mulher com unhas compridas pegava no seu “garoto”. E o que dizer, então, de uma boa arranhada nas costas enquanto sua gata grita de prazer?

É possível encontrar inúmeros sites especializados na internet – há até listas de discussão para trocar dicas e informações. A busca, porém, nem sempre é fácil. O melhor é descolar um bom site com um amigo.

Seguramente, as unhas compridas têm preferência, mas é possível encontrar muita variação de gosto entre os fãs. Há quem admire unhas curtas ou, ao inverso, unhas extremamente longas, com mais de 5 cm de comprimento – e até quem curta unhas roídas.

Preferências quanto ao formato podem aparecer, conforme as unhas sejam ovaladas ou retas e também quanto ao fato de serem naturais ou não. No Brasil, o uso de unhas artificiais é pouco difundido e, portanto, muitos homens preferem apenas as naturais. As gatas que usam postiças, no entanto, podem respirar aliviadas. Desde que elas pareçam “de verdade”, há aqueles não vêem problema algum.

Por fim, há os que preferem somente as unhas das mãos, apenas as unhas dos pés ou ambas. A cor também interfere: nos Estados Unidos, usar esmalte vermelho é garantia de sucesso. No Brasil, não há dados disponíveis, mas as cores claras parecem ser preferidas. Unhas decoradas e francesinhas (com as pontas pintadas de brancos) também são bem cotadas. As manicures agradecem.


Conteúdo relacionado: http://sexsites.uol.com.br/fotos-pornos-bianca-rios-537

Publicado em 15/03/2012. Imagens: Reprodução